Ajuda:Seção de nome

From Wikispecies
Jump to navigation Jump to search
This page is a translated version of the page Help:Name section and the translation is 96% complete.
Outdated translations are marked like this.
Other languages:
Bahasa Indonesia • ‎Cymraeg • ‎Deutsch • ‎English • ‎Latina • ‎Lëtzebuergesch • ‎Tiếng Việt • ‎Türkçe • ‎català • ‎dansk • ‎español • ‎français • ‎italiano • ‎magyar • ‎polski • ‎português do Brasil • ‎čeština • ‎українська • ‎עברית • ‎العربية • ‎नेपाली • ‎मैथिली • ‎বাংলা • ‎中文 • ‎日本語 • ‎한국어

Nome

A seção de nome é usada apenas para nomes regulados pelo código nomenclatural relevante (para zoologia, isso significa apenas nomes de grupos de espécies, grupos de gêneros e grupos de famílias). A seção nome não usa nomes vernáculos e, portanto, apenas o nome latino do táxon é aceitável. Para taxa igual ao nível do gênero ou menor, esses nomes devem estar em itálico. Esta é uma convenção científica. O nome do táxon deve, no mínimo, ser seguido pelo autor do sancionamento. Para botânica, isso também deve ser seguido pelo ano de publicação. No entanto, o ano de aprovação também é recomendado para os taxa zoológicos. Para a zoologia mais antiga e todas as publicações sobre botânica, o ano de aprovação é o mesmo do ano de publicação. Na botânica, o ano está sempre entre parênteses.

 Zoologia: Vulpes vulpes Linnaeus, 1758
 Botânica: Clematis viticella L. (1753)

Observe que o autor está vinculado a páginas de autor, para as quais o Wikispecies tem uma seção inteira de artigos. Consulte Help:Author Names sobre como lidar com nomes de autores.

Às vezes, haverá mais de um nome de autor dado a um determinado táxon. Nesse caso, use uma lista separada por vírgulas e um & para o último autor. Envolva nomes individuais em colchetes de links e não na lista completa de autores. Se houver mais de quatro autores, é aceitável usar aqui a abreviatura "et al." (et alii), que em latin significa "e outros". A frase et al. deve estar italicizado e, por ser uma abreviação, incluir sempre o ponto. Na seção de referência, você deve adicionar a lista completa de autores, quando você fornecer a fonte original ou protologue.

 Bacillus novalis Jeroen Heyrman et al., 2004

Em zoologia, parênteses em torno do nome do autor e do ano e da botânica em torno de um autor são usados apenas para indicar que o nome é uma combinação subsequente, em vez da combinação original usada pela autoridade descritiva. Nesses casos, as combinações originais e subsequentes contêm o nome da autoridade descritiva, mas a combinação original é sempre escrita sem parênteses. Os nomes botânicos devem incluir o nome do autor da revisão (sem parênteses) após uma nova combinação com o autor original entre parênteses, mas essa prática geralmente não é usada em zoologia.

 Zoologia: Macracantha arcuata (Fabricius, 1793)
 Botânica: Clematis alpina (L.) Mill. (1768)

Neste primeiro caso, Macracantha arcuata é o nome válido, enquanto o nome original dado por Fabricius é listado na sinonímia. O segundo caso Clematis alpina foi originalmente publicado sob outro nome por Linnaeus e mais tarde recombinado por Miller e a combinação original pode ser encontrada na sinonímia, se for aceita como sinônimo válido anteriormente.

Em botânica, a publicação assumiu um papel importante na aprovação de um nome de táxon, já que a publicação válida sob o código concede aprovação por conta própria. Portanto, os tratamentos taxonômicos da literatura científica contemporânea sempre utilizam o autor, a data e a publicação em um formato abreviado. Como a Wikispecies é um instrumento científico, devemos usar esta convenção tanto nas seções Nome e Sinonímia. Nesta Wikispecies segue a convenção encontrada no Índice Internacional de Nomes de Plantas e em sites semelhantes, como World Checklist of Selected Plant families.

 Botânica: Sciadopitys verticillata (Thunb.) Siebold & Zucc. Fl. Jap. 2(1): 3 (1842)

Como a Wikispecies evoluiu, agora é desejável incluir uma pequena quantidade de informações adicionais importantes na Seção de Nome. Em zoologia, localidade-tipo e localização do holótipo são exemplos. Na botânica, o tipo do táxon é outro, onde as espécies-tipo de um gênero podem ser vistas como informações taxonômicas essenciais.

 Zoologia: Wagimo signatus Butler, [1882].
           Localidade tipo: Japão, Hokkaido, "Kuramatsunai, August".
           Holótipo: BMNH ("Fenton").
 Botânica: Vella L. Sp. Pl. 2: 641. (1753)
           Espécie-tipo: Vella pseudocytisus L. Sp. Pl. 2: 641. (1753)

Localidade tipo

Algumas fontes fornecem informações sobre holótipos. Holótipos são espécimes de espécies em que o autor sancionador baseou suas descrições. Na maioria das vezes, esta é a primeira vez que tal organismo foi encontrado. A localidade-tipo descreve o local e o ambiente em que o holótipo foi encontrado. Dê o máximo de detalhes que suas fontes fornecerem.

 Localidade tipo: Equador, Província de Esmeraldas, Cordilheira de Toisán, Rio Piedras, Los Pambiles, 00°32'N, 78°38'W, 1200 m de elevação.

O termo localidade tipo só pode ser encontrado em nível de espécie ou inferior.

Material tipo

Os holótipos (e outros material-tipo) às vezes são armazenados em museus e, assim, o público é capaz de ver como o espécime realmente se parece. Quando tal espécime é armazenado, o espécime recebe uma "etiqueta", que contém um número e uma abreviação do próprio museu. Isso permite que os especialistas façam mais pesquisas sobre espécies já descritas e verifiquem a descrição do autor do sancionamento. Todos os holótipos estão listados na página principal do holótipo. The link should be directed to Holotype but masked by the caption of Museum abbreviations. (Click edit on this section to see how the example is done.)

 Holótipo: EPN 851241.

O Holótipo só pode ser encontrado em nível de espécie ou inferior (para grupo maior, dê espécies-tipo ou gênero-tipo). Use a palavra apropriada se o tipo não for um holótipo (por exemplo, "Lectótipo:", "Neótipo:" etc.)

Sinônimos ou Sinonímia

A taxonomia é um ramo da ciência mutável. O status de vários nomes publicados pode mudar à luz de novos conhecimentos. Se verificar que dois táxons, previamente descritos e com nomes diferentes, são realmente idênticos, então o nome mais antigo tem precedência e o nome mais novo se torna um "sinônimo" do nome mais antigo. Muitas vezes, os autores ganharão novas informações que sugerem que uma determinada espécie deve pertencer a um gênero diferente daquele em que foi originalmente descrita. Quando a espécie é combinada com um nome genérico diferente, uma "nova combinação" é formada. Novas combinações não são, estritamente falando, "sinônimos", mas são frequentemente listadas junto com sinônimos quando se mostra o histórico taxonômico de um táxon. Se esta seção contiver sinônimos e combinações diferentes, o título poderá ser intitulado "Sinonímia", pois é um termo que abrange o histórico completo de todos os nomes e combinações aplicados a um organismo. Como os visitantes podem procurar por sinônimos e combinações diferentes, é vital que a sinonímia seja apresentada. É muito útil colocar uma lista de sinônimos em data em vez de ordem alfabética. É comum na botânica dividir a sinonímia em subgrupos; seu basiônimo (se isso for relevante), homotípico e heterotípico, que novamente é útil para o visitante.

Adicione a seção Sinônimos/Sinonímia como uma subseção de nível 3 da seção de nomes e forneça as informações como uma lista com marcadores.

Exemplo para Zoologia:


==Name==

''Anthene liodes'' ([[William Chapman Hewitson|Hewitson]], 1874).

===Synonymy===

*''Lycaenesthes liodes'' Hewitson, 1874: 349.
*''Lycaena adherbal'' Mabille, 1877: 217. Synonymy in Stempffer, 1967: 192.
*''Anthene liodes'' (Hewitson); Stempffer, 1967: 192. New combination.

Crie também as páginas Lycaenesthes liodes e Lycaena adherbal, e faça um redirecionamento para a página Anthene liodes:

#REDIRECT [[Anthene liodes]]

Exemplo para Botância:

== Nome ==

  ''Pinus clausa'' (Chapman ex. Engelm.) Vasey & sarg. Rep. for. N. America 199. (1884)

=== Sinonímia ===

Basiônimo
* ''Pinus inops'' var. ''clausa'' Chapm. ex Engelm., Bot. Gaz. 2: 125 (1877)
Homotípico
* ''Pinus inops'' subsp. ''clausa'' (Chapm. ex Engelm.) Engelm., Trans. Acad. Sci. St. Louis 4: 177 (1880)
* ''Pinus virginiana'' subsp. ''clausa'' (Chapm. ex Engelm.) Eckenw., Conifers World: 647 (2009)
Heterotípico
* ''Pinus clausa'' var. ''immuginata'' D.B.Ward, Castanea 28: 4 (1963)
* ''Pinus clausa'' subsp. ''immuginata'' (D.B.Ward) A.E.Murray, Kalmia 13: 22 (1983)

Exemplo completo

Uma seção de nome completa seria então formatada como:

==Name==
''Glomus przelewicense'' {{a|Janusz Błaszkowski|Błaszk.}}, 1988.
 
Host-Substratum/Locality: From soil under ''[[Thuja occidentalis]]'': Poland
 
Holotype: [[DPP|DPP]] 578
 

=== Synonyms === 

* ''Glomus przelewicensis'' [[Błaszk.]], 1988

E quando salvo ou previsto, irá aparecer como:

Nome

Glomus przelewicense Błaszk., 1988.

Host-Substratum/Locality: From soil under Thuja occidentalis: Polônia

Holótipo: DPP 578

Sinônimos

Predefinições de autor

Também é uma boa ideia usar as predefinições {{a}} e {{aut}} (nessa ordem) para os nomes dos autores, em vez de colchetes de link comuns. Eles formatam automaticamente os nomes dos autores usando letras maiúsculas pequenas. A predefinição {{a}} também adiciona um link wiki para o nome do autor, enquanto a predefinição {{aut}} não:

==Name==
''Glomus przelewicense'' {{a|Janusz Błaszkowski|Błaszk.}}, 1988
 
Host-Substratum/Locality: From soil under ''[[Thuja occidentalis]]'': Poland
 
Holotype: [[DPP|DPP]] 578
 
===Synonyms===

* ''Glomus przelewicensis'' {{aut|Błaszk.}}, 1988

E quando salvo ou previsto, irá aparecer como:

Nome

Glomus przelewicense Błaszk., 1988

Host-Substratum/Locality: From soil under Thuja occidentalis: Polônia

Holótipo: DPP 578

Sinônimos

  • Glomus przelewicensis Błaszk., 1988

Taxonavigation section Name section/pt-br Reference section